Tavira e a história de um amor escrita num rio


Ao passear de barco pela Ria Formosa, perto de Tavira, contaram-me a lenda do rio que passa por esta bela cidade, o Rio Gilão.

Bem … na verdade o rio tem dois nomes.Nasce na serra do Caldeirão, da confluência das ribeiras de Alportel, Asseca e Zimbral e até à ponte romana (que na verdade não é romana, mas medieval) de Tavira tem o nome de Rio Séqua. A partir dai e até à foz tem o nome de Rio Gilão.

Reza a lenda, que é uma história de amor …

No reino muçulmano do Algarve “existia um rei mouro em Tavira cuja filha se chamava Séqua. Esta lenda coincide com a altura da conquista cristã do reino do Algarve e, entre o exército militar cristão, estava um cavaleiro que se chamava Gilão. O que aconteceu foi que quando o cavaleiro Gilão conheceu a princesa Séqua apaixonaram-se… apaixonaram-se perdidamente, mas viviam um amor proibido, porque cada um pertencia a mundos culturais diferentes e, neste caso, a facções militares opostas. Então, o cavaleiro Gilão e a princesa Séqua todas as madrugadas se encontravam em cima da ponte que une as duas margens do rio de Tavira, mas houve alguém de uma das facções que descobriu… e ao descobrir este amor secreto avisou a outra facção. Numa das madrugadas, o cavaleiro Gilão e a princesa Séqua encontravam-se mais uma vez secretamente em cima da ponte quando foram surpreendidos por ambas as facções, numa das margens do rio, a facção militar cristã e, na outra margem do rio, a facção militar moura. O cavaleiro e a princesa ficaram aterrorizados ao serem descobertos, porque sabiam que iam ser acusados de traição (o que provavelmente os iria levar à morte), então suicidaram-se, a princesa Séqua atirou-se para um dos lados da ponte e o cavaleiro Gilão atirou-se para o outro lado da ponte, caindo os dois ao rio. E, segundo a lenda, é este o facto que explica que de um dos lados da ponte o rio de Tavira se chame Rio Séqua e do outro lado da ponte o Rio de Tavira se chame Rio Gilão.”

Retirado daqui

Antiga fábrica de conservas à beira do Rio Gilão
Antiga fábrica de conservas à beira do Rio Gilão
Anúncios

Autor: Carla Espada

Sou uma pessoa observadora, curiosa com o que se passa à sua volta

5 opiniões sobre “Tavira e a história de um amor escrita num rio”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s