No café


Há um café em frente à praia, para onde vou todos os dias e olho em volta, observo os movimentos lentos de quem acabou o dia de trabalho, as crianças a brincar na praia, as pessoas que passeiam os cães à borda de água, os barcos que regressam da faina, vazios. Algumas pessoas bebem um café e vão-se embora, outras conversam alegremente na esplanada, com um grupo de amigos, partilhando imperiais, outras bebem Gin, depois da praia, na esplanada, sempre à mesma hora. Algumas senhoras mais velhas encontram-se para colocarem em dia as noticias dos netos, das doenças que as afligem. No passeio ao lado vejo o movimento das pessoas que correm, que caminham. Penso, de onde vêem os barcos que passam no rio? Conseguiram pescar o suficiente?

Chego, sento-me. No Inverno bebo café, chocolate quente, para aquecer os pensamentos. No Verão bebo imperial, coca-cola para resfriar. Nos dias em que preciso de mais energia, uma caipirinha. Oiço a música do café, um pouco alta, mas surpreendentemente relaxante. Estou sozinha, percorro o local com o olhar, olho para o telemóvel para ver como está o resto do mundo, escrevo, oiço as conversas, penso, sobre os outros, sobre mim. Estou sozinha, não faz parte de mim estar num grande grupo expansivo de amigos. Quando isso acontece, o que é raro, reservo-me para o meu espaço, calo-me e penso ou fico ausente de pensamentos. Penso, os outros devem achar que sou estranha, que sou fria, como poderei dizer que não, não sou. Só algumas pessoas conseguiram perceber isso e também algumas dessas que perceberam afastaram-se. Tiveram os seus motivos, talvez o que encontraram fosse tão diferente da sua realidade e tivesse sido melhor assim. Outras ficam.

Um casal, já não muito novo, todos os dias vai a esse café, senta-se na mesa do fundo, mais resguardada e conversa durante imenso tempo, bebem imperial, tiram fotos, trocam brincadeiras com os empregados do café. Penso, estarão junto à quanto tempo? Provavelmente há muitos anos, mas ali comportam-se como recém namorados, vê-se que gostam um do outro, que estão juntos. É estranho, porque o que vejo normalmente é que os casais juntos há muito tempo acabam por se afastar, por construírem muros que escondem o que inicialmente deram a ver ao outro. Ou será que as pessoas mudam de tal maneira e passa a haver apenas vazio? Penso, também há o reverso daquela imagem de felicidade que vejo no café. Quando um casal está junto há muito tempo, muitas vezes passa a ser apenas isso, um casal. Tudo tem que ser pensado a dois, a conta bancária conjunta, o pagamento das despesas da casa, a comida, que tem que ser de acordo com os gostos dos dois, a decoração da casa, as férias, a dependência que se cria em relação ao outro. E o individuo? E Eu? Como sobreviver com o Eu, sem ser egoísta? Tenho vontade de gritar. Talvez seja melhor estar só, parar antes de se tornar sério, dependente. Não sei.

Olho para a praia e observo o movimento das pessoas a jogarem à bola. Adoro actividades de praia e por vezes penso, não será uma infantilidade minha? Sim, porque o que vejo normalmente são os adultos estendidos na areia, a esturrar ao sol, enquanto as crianças brincam na areia. Devo comportar-me como um adulto, trabalhar bem, estar sempre presente quando é preciso, dar apoio a todos os que precisam de apoio, ser de confiança, estar sempre. Penso, é mau ser criança? Porque tudo tem de ser tão sério? E se em vez de estar, for para a praia construir castelos na areia ou beber uma caipirinha neste café, sozinha? Ou melhor ainda, se não fizer nada. Penso, continuo sozinha.

Amanhã volto a este café, ao pôr-do-sol e volto a pensar.

pôr do sol

Anúncios

Autor: Carla Espada

Sou uma pessoa observadora, curiosa com o que se passa à sua volta

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s