O Abraço da Serpente


Filme a preto e branco, realizado por Ciro Guerra, sobre a Amazónia e a busca incessante de uma planta longínqua, acessível apenas a quem nela acredita, que cura, que ajuda a sonhar. O preto e branco é especial neste filme, é como se as imagens não fossem reais, como se estivéssemos num sonho, como se o tempo fosse apenas um.

Beleza, paisagem, medo, loucura, tranquilidade, morte, doença, mágico, espiritual, procura de si mesmo, são algumas das palavras que me surgem. O filme é uma constante procura, talvez de um mundo melhor, onde o Homem nada mais é do que um elemento da natureza, que respeita e admira.

O filme retrata a expedição do etnólogo, antropólogo e fotógrafo alemão Theodor Koch-Grunberg pela Amazónia, em busca de uma planta sagrada, a yakruna, com o poder de lhe salvar a vida. A mesma viagem foi realizada muitos anos depois, também em busca desta planta mágica, por Richard Evans Schultes. Subjacente às duas expedições está a presença do xamã, Karamakate, guia e guardião daquele mundo natural.

Vale a pena conhecer um pouco mais o trabalho de Grunberg na fotografia etnográfica e antropológica, aqui e de Schultes, considerado o pai da atual etnobotânica, aqui

Trailer:

 

 

Anúncios

Autor: Carla Espada

Sou uma pessoa observadora, curiosa com o que se passa à sua volta

1 thought on “O Abraço da Serpente”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s